Notícias

Uncharted Pinkers vence PBIWC e garante vaga no mundial de Point Blank

Por: Mayohana Gazal - Gamehall - 19/09/2017 01:40:11
Uncharted Pinkers vence PBIWC e garante vaga no mundial de Point Blank

Uncharted Pinkers competindo na seletiva final do PBIWC 2017, na MAX5.

A sétima edição do PBIC esse ano trouxe uma novidade que aconteceu no primeiro dia do evento: o torneio internacional de Point Blank e exclusivamente feminino, o PBIWC: Point Blank Internacional Women’s Championship.

As seletivas online aconteceram em agosto e neste sábado (16), tivemos as seletivas finais do campeonato na MAX5, em São Paulo, contando com disputas entre VTi e-Sports Club vs. Royal Gaming Club e Uncharted Pinkers vs. InnsyG e-Sports. Se classificando para a final, as meninas do Uncharted Pinkers conseguiram a vitória em cima da VTi e-Sports Club, garantindo a vaga e carimbando o passaporte para a Indonésia, onde acontecerá o mundial nos dias 21 e 22 de outubro, no The BritAma Arena.

Formado por Paola "drn" Caroline, "Celine PB", Diulia "Diu" Oliveira, que estão desde o começo, Brenda “Mirek”, que já havia jogado contra o time na final de um campeonato nacional, e Bianca "Biah" Cristina, que entrou recentemente para representar o time no PBIW, as meninas do Uncharted Pinkers já conquistaram alguns títulos além do PBIWC, como o de bi-campeãs da primeira edição da Liga Tarântula (campeonato nacional feminino) e o de primeiro e único time feminino a entrar na Liga Elite até hoje.

Celine, a capitã do time, diz que a sensação pela vitória é de missão cumprida: “Eu apostei tudo nisso, me dediquei muito, e tirar o resultado que eu tanto sonhei é o melhor prêmio pra mim”. Paola, uma das jogadoras veteranas, afirma que a ficha só caiu um dia antes de ir pra SP, que foi quando começou a ansiedade: “Quando acabou, foi um alívio e a sensação foi de "conseguimos, estamos no mundial", e isso ainda é bem louco de acreditar”, complementa.

"Celine PB" e Paola "Drn" concentradas durante o campeonato.

Agora, com o foco no mundial, Celine afirma que a preparação vai ser pesada, já que lá há um enorme investimento no cenário feminino: “Isso pode ser um obstáculo pois o nível pode ser bem alto, mas vamos nos preparar para vencer e representar o Brasil e todas as meninas”, afirma.

Para a capitã, o orgulho por estar se destacando em um cenário majoritariamente masculino é grande: “Pra mim é muito gratificante ser reconhecida em um cenário onde 70%, no mínimo, são homens”. Celine, que teve um começo difícil por conta dos comentários machistas, afirma que isso tudo apenas a motivou a se dedicar mais. Tanta dedicação acabou trazendo resultados ao se fazer campeã com suas companheiras de time no primeiro torneio internacional feminino de PB: “Não sou contra campeonatos mistos, mas vejo os campeonatos femininos como forma de investir e incentivar um público diferente. Esse tipo de campeonato trás visibilidade e é muito importante para a expansão do esporte ou jogo em questão”, comenta.

Após o encerramento do PBIWC e fechando com chave de ouro o evento, neste domingo (17) tivemos a etapa masculina do PBIC, com disputas na semifinal entre VTi e-Sports Club vs. Stompa Top Team e Dai Dai Gaming vs. Black Dragons, onde a VTi e-Sports Club conquistou a vitória em cima da Black Dragons na final e garantiu a vaga para o mundial também.

Agora, de mãos dadas, ambas as equipes irão representar o Brasil na Indonésia, mostrando que não há limites e obstáculos grandes o suficiente que nos separam dos nossos objetivos. Siga a Liga Uncharted  e a VTI e-Sports no Facebook e acompanhe.

Leia mais: